Antes de qualquer informação sobre o Laboratório, creio que é interessante falar sobre o que é hacker, alterando a ideia geral e discriminatória que há sobre o termo e para que ninguém saia dizendo por aí que estamos criando gênios do crime aqui na URI.

Hacker é um termo corretamente utilizado pra aquelas pessoas que tem conhecimento sobre determinada área, mas acima disto, alta curiosidade e vontade de aprender sobre esta área, ou seja, alguém que tem curiosidade em saber mais do que as outros. Ao exemplo, alguém que saiba e busque cada vez mais saber sobre programação de computadores é um hacker, e apesar do termo nascer na tecnologia, com a interdisciplinariedade cada vez mais constante, alguém dedicado a leitura e escrita na área de letras, podemos dizer que é um hacker também.

E todos eles são movidos por princípios éticos intrínsecos como o compartilhamento de informações, abertura de tecnologias, descentralização do conhecimento, livre acesso aos computadores e assim a melhoria do mundo, algo que compactua muito com o movimento software livre.

Logo o sujeito este que corrompe sistemas, como invadir sites, roubar informações e afins, é o cracker e não hacker, e o cracker não é bem visto pela comunidade de tecnologia.

Destes princípios e conceitos junto a um anseio em poder ajudar mais, aliando a popularização dos ambientes de hackerspace pelo mundo, veio a proposta para criarmos um hackerspace aqui na URI Santiago. A ideia foi catalizada por alunos que viram esta atmosfera hacker e conheceram um hackerspace de porto alegre no fórum internacional do software livre, o fisl, e este ano tivemos a felicidade de termos nosso hackerspace, em sua terceira semana, presente no fórum internacional do software livre deste ano como um grupo de usuários e como encontro comunitário, bem representado por 4 alunos destes campus que motivaram a criação de outros hackerspaces em outras instituições, como em outros campus da URI.

Batizamos o nosso hackerspace de Laboratório Hacker em homenagem ao Laboratório de Matemática ao qual compartilhamos a sala 412/2.

As ações do nosso hackerspace são totalmente focadas no âmbito social e acadêmico, e sem forçar caímos e apoiamos os pilares que uma universidade deve oferecer, que é ensino, pesquisa e extensão.

Nossas atividades e encontros são potencializadas à ocorrer aos sábados, iniciando pelas 14h, e cada encontro tem uma temática central, como a inauguração que foi com o evento do Festival Latinoamericano de Instalação de Software Livre – o flisol, depois tivemos uma outro ao qual teve como objetivo uma revisão das aulas de estruturas de dados, e um dos últimos foi a criação do site do grupo, ao qual podem acessar www.laboratoriohacker.org e ver a nossa agenda e como participar, enviando assuntos para discutirmos, propor atividades ou qualquer coisa que possa contribuir com conhecimento 😉